domingo, 17 de agosto de 2008

"É DOCE MORRER NO MAR"


“É doce morrer no mar...”
E foi para o mar o último olhar...

A rede a balançar ao vento na varanda...

Discreto esse poeta...
que descansou para sempre admirando 

o vai e vem das ondas...

***

Um floco de neve
Uma gota de chuva
Uma manhã de orvalho
Tudo se desfaz
Ao toque do sol




Postar um comentário