quarta-feira, 30 de março de 2016

LENDARI

O selo Lendari acaba de assinar contrato com a Xeriph, considerada no mercado como a maior distribuidora de livros digitais (‪#‎ebooks‬) do país.
A empresa é responsável pela distribuição de 70% dos títulos no mercado brasileiro em lojas virtuais como Amazon.comSaraiva Online e Livraria Cultura, além das lojas especializadas para tablets e smatphones, como Google PlayApple e Windows.
Assim, o selo especializado em literatura fantástica, realismo mágico e ficção científica torna-se o primeiro do Amazonas a se juntar ao grupo, ao lado de outras duzentas editoras nacionais associadas.
Juntas, as editoras e selos que fazem parte da maior rede de distribuição do país respondem por um acervo de dezesseis mil títulos.
>> Lojas e bibliotecas virtuais
Com a oficialização da parceria, o primeiro livro lançado pela Lendari, a antologiaQuando a selva sussurra (2015), chega às lojas em sua versão e-book depois de ter sua tiragem física esgotada na ocasião do evento de lançamento, em dezembro do ano passado.
Paralelamente, o contrato com a distribuidora garante que os títulos lançados nas lojas também vão fazer parte de catálogos de bibliotecas virtuais espalhadas pelo país em empresas educacionais, ONGs e grupos corporativos.
Por meio de plataforma específica criada pela Xeriph, os usuários destas bibliotecas poderão alugar os livros a preços mais baixos que os preços de venda, potencializando o alcance e até promovendo a inclusão digital e literária de pessoas que não têm condições de comprar os livros físicos ou de ter leitores digitais.
Outra obra da Lendari prevista para chegar às lojas virtuais ainda este ano é o inéditoO último Gargalo de Gaia, primeira antologia de ficção científica do selo.
Também devem chegar às lojas, este ano, os títulos Quase o fim, de Leila Plácido, A Rainha de Maio, de Jan Santos, e Minhas conversas com o diabo, de Mário Bentes.
Estes três últimos, inclusive, fazem parte de campanha de financiamento coletivo para lançamento no estande do selo na Bienal de 2016 (http://bit.ly/1LT8Rcx).
Postar um comentário