segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Alma borboleta

Eu, alma borboleta Corpo em flor, amor Asas que se abrem Anseios que se evolam! Sou, basicamente, o princípio de nós dois!

domingo, 23 de novembro de 2014

Little Nemo na Amazônia

Roteiro/Argumento: Sayonara Melo
Desenhos: Jean Okada

Criada especialmente para minha exposição Little Nemo in Slumberland, a ser apresentada nas escolas públicas e particulares, trabalho ao qual pretendo dar continuidade em 2015!

sábado, 22 de novembro de 2014

CANTILENA DO CORVO

Agora sim, posso dizer que esse blog é meu.. todo meu ... 
O CORVO BRANCO é obra e graça de Jean Okada!  




Imagem favicon 

Ícone Cantilena do Corvo 

 Imagem de cabeçalho

quinta-feira, 20 de novembro de 2014

Goin' Down Slow - Duane Allman

SKYDOG SOU EU


Howard Duane Allman

20 de Novembro de 1946/29 de Outubro de 1971




Cara, como eu iria adivinhar que estaria morto aos 24 ..?! Tá, poderia sim, quem sabe imaginar se fosse daqueles tipos perceptivos, introspectivos, que pensam na morte todo dia. Eu e minha Harley seguindo livres na autoestrada e de repente, o desastre, a colisão, o voo, a queda, a derrapagem e eu, enfim, debaixo da motocicleta. Se eu culpo alguém?! Não.. não culpo ninguém.. nem eu ou o cara da caminhonete.. aconteceu.. se era evitável?! Talvez, vá saber ...mas, tal não sucedeu eu dancei. Entretanto, mais que um fantasma, parece que virei uma recordação agradável para alguns. B.B. King ainda brilha com aquela magia blues que me enfeitiçou desde 59, quando o vi pela primeira vez e cutuquei meu irmão Gregg, dizendo-lhe: "Nós precisamos entrar nisso".. . lembro-me bem da cara de espanto de Gegg, como se o Blues fosse um túnel por onde devíamos seguir ininterruptamente, nós, dois branquelos, mas, contudo, o principal a gente tinha, o felling, o fleelin good tão necessário para se poder tocar o blues. Agora, mestre Blues Boy King está aí; velhinho, mas forte, firme com sua Lucille enquanto eu já baixei e subi, literalmente, "cantei pra subir"... onde estou?!! Sei não onde estou... acho que na memória daqueles que me amaram ou no coração dos que amam o Blues... bom... Skydog é meu outro nome e portanto, como todo bom cão perdigueiro, segui a trilha que deveria seguir. Valeu os contrastes, engastes, desgastes, desastres, destarte, valeu até a colisão. Senti dor, sim, imensa dor, mas logo passou, fechei meus olhos e entrei num túnel totalmente azul repleto de luz.

domingo, 9 de novembro de 2014

Meus livros, meus filhos













Aqui, apresento a vocês, amigos daqui, dali e de lá, alguns de meus filhos que vieram ao mundo após um esforçado trabalho de parto. Mas, tem valido a pena! Não posso, nem quero reclamar do que tenho e de como estou a caminhar! 

sábado, 1 de novembro de 2014

Anna Caramelo

Anna Clara by Jean Okada

Minha filha Anna Clara desenhada em estilo cartoon
 pelo quadrinista, ilustrador Jean Okada, o fera dos feras!

sexta-feira, 24 de outubro de 2014

Eudes Honorato e a propaganda virtual a meu favor!


Eu, super feliz com a rapidez dos correios. 
Meu amigo Eudes acabou de receber meu livrinho!

"O Livro Réquiem, de minha amiga Virginia Allan! E o cartão Liitle Nemo 
da Sayonara Melo, com a bela arte de Jean Okada; 
Obrigadooooooo!"

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

O Corvo e o jarro

O Corvo e o Jarro
Ilustração by Milo Winter (1886-1956) 
.

Um Corvo, que estava sucumbindo de sede, viu lá do alto um Jarro, e na esperança de achar água dentro, voou até ele com muita alegria.
Quando lá chegou, descobriu para sua tristeza, que o Jarro continha tão pouca água em seu interior, que era impossível alcançá-la com seu curto bico.
Ainda assim, ele tentou de tudo para beber a água que estava dentro do Jarro, mas com um bico tão curto, todo seu esforço foi em vão.
Por último, ele pegou tantas pedras quanto podia carregar, e uma a uma, colocou-as dentro da Jarra.
Ao fazer isso, logo o nível da água ficou ao alcance do seu bico, e desse modo ele salvou sua vida.



Notas sobre O Autor:

[1] Esopo, o mais conhecido dentre os fabulistas, foi sem dúvida um grande sábio que viveu na antiguidade. Sua origem é um mistério cercado de muitas lendas. Mas, pode ter ocorrido por volta do ano 620 A.C.

Várias cidades se colocam como seu local de nascimento, e é comum que o tratem como originário de uma cidade chamada Cotiaeum na província da antiga Frígia, Grécia.

Acredita-se que já nasceu escravo, e pertenceu a dois senhores. O Segundo, viria a torná-lo livre ao reconhecer sua grande e natural sabedoria. Conta-se que mais tarde ele se tornaria embaixador.

Em suas fábulas ou parábolas, ricas em ensinamentos, ele retrata o drama existencial do homem, substituindo os personagens humanos por animais, objetos, ou coisas do reino vegetal e mineral.