quinta-feira, 22 de abril de 2010

SÃO JORGE CELEBRADO POR ATTAR, O SÁBIO SUFI



Farid ud-Din Attar, “Elahi-Nâmeh” (O Livro Divino)
Tradução: André Sena

"Três vezes por entre fogo e sangue o pagão girava a roda sobre o corpo de Jorge.  Seu corpo despedaçou-se, pulverizado; e de sua poeira nasceu um jardim de tulipas. 

Em meio a este suplício e tormento, a Voz divina alcançou o supliciado 
através de um mensageiro celeste:

"Aquele que aspira e busca o Nosso amor não poderá beber vinho límpido 
e imaculado. Pois tal é a recompensa eterna dos que são Nossos amigos: a roda que lhes esmagará os sete membros.”

 Perguntou-se a Jorge:
"Homem, puro, desejas algo sobre esta terra?”

Ao que ele respondeu: “O que ora desejo é passar mais uma vez pelo suplício da roda e ter meus membros rompidos afim de que a Voz divina me alcance ainda uma segunda vez, pois Deus prescreveu todas estas penas a minha alma para caminhar ao meu lado em amizade.

Não reconheces em absoluto a grandiosidade dos amigos d’Ele, 
pois levas uma vida descuidada. Sê tu alguém que cultiva Sua amizade,
ou então coloca-te na fileira dos amigos 
de Seus amigos.”


*** 

Postar um comentário