domingo, 31 de janeiro de 2010

CHOVE... E COMO CHOVE...

Foto by Raphael Alves 


A chuva tamborila no chão
Uma canção
A chuva sempre canta e cantando
Vai molhando, vai molhando...
Cantando vai enchendo, vai enchendo o rio que transborda
E vira enchente que mata gente

Às vezes faz-se acompanhar
do ribombo do trovão e dos coriscos que cortam o céu
Parece cantiga de cordel
Mas a canção da chuva é um slow blues
Que põe aperto e desacerto no coração
Postar um comentário