sexta-feira, 3 de outubro de 2008

RECORDAÇÕES DA CASA DA COBRA-FELIZ ANIVERSÁRIO




FELIZ ANIVERSÁRIO


Perdoa meu amor
Em não ter vindo antes
Aliás há muito tempo
que aqui não venho
Mas quero que saibas
que não me sais do pensamento

 
Não te trouxe amigos
Não te trouxe flores
Não te trouxe vinho
Não te trouxe filhos
Vim eu só comigo
Perturbar a paz de teu espírito

Vai-se o verão
Vacilo por um instante...

Em que triste abandono te encontro
Quase em ruínas está a tua casa
Cinza pequena e fria laje
Sem enfeites sobre a dura campa
Dormes de forma confortável
no pedaço de terra tão desejado?
Os vermes ainda te consomem?
Ainda são longas as dores infames?
Sou pássaro de piar tristonho
Saudade do que fomos


Não deito mais a cabeça em teu ombro
Hoje minhas noites são só agonia
Pouca quase nenhuma alegria
Enquanto teu corpo volta ao pó da terra
Continuo eu na vivência incerta de uma longa espera, 

no monótono passar das horas
  Da falsa tranqüilidade dos repetitivos dias

Postar um comentário