quinta-feira, 3 de julho de 2008

O MALDITO

A música vinha das sombras, tocada por mãos invisíveis.Talvez a tocasse um demônio solitário que sussurrasse consigo a letra de alguma perdida canção.
Será que a solidão também habitasse o inferno?
Será que a tristeza doía no peito de demoníacos corações?
Ou será que no inferno, a paz, por vezes, descia, transmutando em alegria as eternas aflições?
De tanto olhar para a escuridão, quase que o vi sentado, debruçado sobre um negro piano.
Postar um comentário