sábado, 12 de julho de 2008

INSPIRAÇÃO

Sob o sol da manhã, o papagaio grita na casa da vizinha, a cigarra canta, o cachorro late, a criança chora.... A rua tranqüila do bairro tranqüilo se inquieta com essa cantoria sem sentido que lhe perturbam os ouvidos, a mente e o coração... o poeta não consegue pensar e parado em frente à tela do computador, ficará, emburrado, o resto do dia. A felicidade hoje não lhe será possível...
Postar um comentário