sábado, 7 de junho de 2008

DEVANEIOS



Amor, trocas, segredos, sussurros, suspiros, anseios. Mãos que levemente se tocam causando arrepios, desejos, desejos sem freios. Renuncia ao prazer, por quê? Medos; receios; na calada da noite, sofro. Deito, durmo, sonho; com você, pensamento noite e dia, tormento. Amor, música, sol e chuva, ciúme, tarde calma, noite escura, longa madrugada... Amor, vida a dois, casal, mesmice, chatice, filhos, dificuldades; dinheiro é bom, mas a vida é muito maior do que isso; novidades, saudades, passado, presente, futuro?... A Deus pertence e a nós também, quem sabe mais tarde, talvez um dia, a qualquer hora, em qualquer lugar, novamente a gente se encontre, pode ser muito tarde ou ainda muito cedo, ou então, novo recomeço; do quê?... Amor, esperança, vida a dois, casal, mesmice, chatice, filhos! Que bom seria, mas, de novo? Quero, não quero, o que queres? Voar? Voar é com os pássaros, será? Com os anjos, demônios ou com super-homens, somos todos especiais, uns mais que outros, liberdade, viagens, saudades, outra vez? Amo; amarei para sempre; ''amor que seja infinito enquanto dure, posto que é chama'', tomara que esta chama nunca se apague, que ela ilumine a eternidade, ''amor, peço perdão por te amar de repente'', mas não tão de repente! Há tempos trazias-me contigo, não sabias? Agora sabes, é tarde? Quem é que sabe? Espero que não, não, não lamentes, ''sigamos em frente que atrás vem gente'', apoio, segurança, simplicidade, amor de novo? De novo? Amaste antes? Quando? No verão? Não conhecias o amor? Amas agora? Amas de verdade, ou ainda não sabes? Pôr de sol, rio, fumaça, poesia, estrela, lua, vida, morte, linda morte, morremos sempre, um pouquinho a cada dia, a cada tarde, a cada noite, deitados na cama, assistindo televisão, passando um avião, no silêncio encontra-se a solução? Amor, estado de graça, plenitude, harmonia; amo; amarei para sempre e tu?... Também?
Postar um comentário