segunda-feira, 5 de maio de 2008


Ele podia não saber "como havia chegado até ali", mas eu sabia... Estava cansado da casa vazia, das noites insones, do abandono, da solidão, da loucura generalizada, da repetição dos dias... A indiferença, a desesperança, o desamor e o auto-engano foi o que, então, o levaram até ali, uma longa jornada... Primeiro um passo, depois outro, outro e mais outro... para ele não restava mais nada, apenas o asfalto, lá embaixo, só... às vezes, a vida, para alguns, não é apenas difícil, é extremamente insuportável... Primeiro um passo, depois outro e mais outro e ele, ignorante de tudo, mesmo dos motivos da própria morte, "nem sabia como havia chegado até ali"... mas, eu sabia... Primeiro um passo, depois outro, outro e mais outro...
Postar um comentário