sexta-feira, 11 de abril de 2008


“É uma característica do ser humano o paradoxo. O que acontece com os grupos, acontece com cada um de nós. Impulsivamente uma parte de nosso eu quebra o estado de realidade, rompe com o equilíbrio, e, por não suportar a coisa boa, traz para cada um de nós uma coisa de infelicidade, como se esta infelicidade viesse restaurar a culpa e reparar o dano (de ser feliz). É por isso que os laços se partem, os afetos se desfazem e o sonho acaba”.

(John Lennon)
Postar um comentário